Quais são os benefícios e riscos da proteína whey?

22/08/2018 00:00

Benefícios, perigos, tipos, construção muscular e perda de peso

As pessoas comumente usam o soro como suplemento, juntamente com exercícios de resistência, para ajudar a melhorar a síntese de proteína muscular e promover o crescimento da massa muscular magra. Mas o que é, e quais são os benefícios de usá-lo?

O leite é feito de duas proteínas, caseína e soro de leite. A proteína do soro pode ser separada da caseína no leite ou formada como um subproduto da fabricação do queijo. A proteína do soro é considerada uma proteína completa, pois contém todos os 9 aminoácidos essenciais. É baixo teor de lactose.

Há muitos benefícios associados ao consumo de proteína de soro e os pesquisadores estão constantemente encontrando novas propriedades terapêuticas possíveis. Aqui, explicamos quais são os benefícios e observamos alguns dos efeitos colaterais e riscos potenciais.

Fatos rápidos sobre a proteína do soro do leite:

Muitos dos benefícios potenciais são baseados em estudos únicos e mais evidências são necessárias antes de se fazer um julgamento definitivo.

Whey protein é uma mistura de beta-lactoglobulina, alfa lactalbumina, albumina de soro bovino e imunoglobulinas. Possíveis benefícios incluem perda de peso e redução do colesterol.

Os possíveis perigos incluem náusea e dores de cabeça, mas em doses moderadas, a proteína whey não é considerada perigosa.

Benefícios

Auxiliando a perda de peso: Em um estudo de 158 pessoas, publicado na Nutrition & Metabolism, aqueles que receberam whey “perderam significativamente mais gordura corporal e mostraram uma maior preservação de massa muscular magra em comparação aos indivíduos que consumiram a bebida controle”.

Propriedades anti-câncer: resultados promissores foram publicados na revista Anticancer Research para o uso de concentrado proteico de soro no tratamento do câncer. Mais pesquisas são necessárias.

Diminuir o colesterol: Um estudo, publicado no British Journal of Nutrition, forneceu suplementos de whey a 70 homens e mulheres com excesso de peso por 12 semanas e mediu vários parâmetros, como os níveis de lipídios e insulina. Eles descobriram que “houve uma diminuição significativa no colesterol total e no colesterol LDL na semana 12 no grupo do soro comparado com a caseína (grupo)”.

Asma: Whey protein poderia melhorar a resposta imunológica em crianças com asma. Um pequeno estudo envolvendo 11 crianças, publicado no Jornal Internacional de Ciência Alimentar e Nutrição, descobriu que crianças com asma que foram suplementadas com 10 gramas de proteína de soro duas vezes por dia durante 1 mês tiveram uma resposta imunológica melhorada.

Pressão arterial e doença cardiovascular: Pesquisa publicada no International Dairy Journal descobriu que as bebidas que foram suplementadas com proteína whey reduziram significativamente a pressão arterial em pacientes com hipertensão; o risco de desenvolver doença cardíaca ou acidente vascular cerebral também foi menor.

Reduzindo a perda de peso em pessoas com HIV: Um estudo publicado na revista Clinical and Investigative Medicine descobriu que a proteína whey pode ajudar a reduzir a perda de peso entre pacientes HIV-positivos.

Perigos possíveis

Os perigos da proteína do soro do leite incluem dores de estômago e cãibras quando consumidos em doses elevadas.

Algumas pessoas que são alérgicas ao leite podem ser especificamente alérgicas ao soro do leite. Em doses moderadas, a proteína whey normalmente não causa nenhum efeito adverso. No entanto, consumir doses muito altas pode causar:

dores de estômago

cólicas

apetite reduzido

náusea

dor de cabeça

fadiga

Altas doses consistentes de proteína de soro de leite também podem causar acne. Do ponto de vista nutricional, a proteína do soro do leite é muito incomum e não tem um equivalente natural.

Algumas pessoas acreditam que há riscos de alimentos nutricionalmente refinados como esses, porque, apesar de conterem muitos nutrientes, o equilíbrio é fortemente direcionado à proteína.

Tipos

Existem três tipos principais de proteína de soro de leite; concentrado de proteína de soro de leite (WPC), isolado de proteína de soro de leite (WPI) e hidrolisado de proteína de soro de leite (WPH).

Vamos dar uma olhada em cada um deles:

Concentrado de proteína de soro de leite – o WPC contém baixos níveis de gordura e baixos níveis de carboidratos. A porcentagem de proteína no WPC depende de quão concentrada ela é. Concentrados de extremidade inferior tendem a ter 30% de proteína e mais de 90%.

Whey protein isolate – Os WPIs são processados ​​para remover toda a gordura e lactose. O WPI é geralmente pelo menos 90% de proteína.

Hidrolisado de proteína de soro de leite – a WPH é considerada a forma “pré-digerida” de proteína de soro de leite já que já sofreu hidrólise parcial – um processo necessário para o corpo absorver proteína. A WPH não exige tanta digestão quanto as outras duas formas de proteína do soro do leite.

Além disso, WPH é comumente usado em suplementos de proteína médica e fórmulas infantis por causa de sua melhor digestibilidade e potencial alergênico reduzido.

Construção muscular e perda de peso

A suplementação de proteína de soro de leite junto com o exercício de resistência pode ajudar a melhorar a síntese de proteína muscular e promover o crescimento da massa de tecido magro.

Um estudo publicado no Jornal Internacional de Nutrição Esportiva e Metabolismo do Exercício concluiu que “a suplementação de proteína whey durante o treinamento de resistência oferece algum benefício comparado ao treinamento de resistência sozinho”.

Além disso, “os homens que suplementaram com proteína whey tiveram um ganho relativo maior na massa de tecido magro”. Ganhos de força muito melhores estão associados à suplementação isolada de soro comparado à caseína.

Isso foi demonstrado em outro estudo publicado no International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism, que concluiu que, em “dois grupos de machos castrados com resistência, isolados isolaram ganhos significativamente maiores de força, massa magra e redução de gordura”. Massa em comparação com a suplementação com caseína durante um intenso programa de treinamento de resistência de 10 semanas. ”

Adquira seu whey clicando aqui.