Meta-análise favorece o efeito benéfico da suplementação de magnésio na pressão arterial

05/07/2019 00:00

A edição de setembro de 2017 do American Journal of Clinical Nutrition relatou os resultados de uma meta-análise que concluiu que a suplementação com magnésio estava associada a uma redução na pressão arterial sistólica e diastólica em homens e mulheres com resistência à insulina, pré-diabetes ou doenças crônicas não transmissíveis. incluindo diabetes e doenças cardiovasculares.

“Até onde sabemos, o efeito da suplementação de magnésio sobre a pressão arterial em indivíduos com doenças pré-clínicas ou não-transmissíveis não foi investigado em uma metanálise”, escrevem Daniel T. Dibaba, da Universidade de Indiana, e colaboradores.

Para sua análise, os pesquisadores selecionaram 11 ensaios randomizados controlados que incluíram um total de 543 participantes. As doses de magnésio variaram de 365 miligramas (mg) por dia a 450 mg por dia consumidos por 1 a 6 meses. Grupos controle receberam um placebo ou nenhum tratamento. A pressão arterial foi medida no início e no final dos ensaios.

Em uma análise agrupada de todos os participantes do estudo, a suplementação com magnésio foi associada a uma maior redução na pressão arterial sistólica e diastólica em comparação com os controles. Quando as medidas da pressão arterial obtidas no início dos ensaios foram comparadas com as obtidas nas conclusões dos ensaios, a suplementação com magnésio foi associada com uma redução média de 4,18 mmHg na pressão arterial sistólica e uma diminuição de 2,27 mmHg na pressão arterial diastólica.

Os autores observam que o magnésio pode reduzir diretamente a pressão arterial, bem como melhorar as condições pré-clínicas e as doenças crônicas que predispõem as pessoas a desenvolver hipertensão. “A suplementação de magnésio pode desempenhar um papel na quebra do ciclo entre as condições pré-clínicas e diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares através da redução da pressão arterial”, escrevem eles.

“Os resultados combinados sugerem que a suplementação de magnésio reduz significativamente a pressão arterial em indivíduos com resistência à insulina, pré-diabetes ou outras doenças crônicas não transmissíveis”, concluem o Dr. Dibaba e seus colegas.