A sua loja de suplementos vitamínicos importados!

Seu carrinho está vazio
Navegue por nossa loja e encha seu carrinho com as melhores ofertas!

bem estar

Suplementação de vitamina D e níveis mais altos de vitamina D podem ajudar a proteger contra linfoma de Hodgkin, mortalidade por câncer e declínio cerebral

Postado em: 19/12/2019 00:00
A vitamina D continua sendo notícia e por boas razões. Estudos recentes sugerem um benefício potencial para a vitamina contra o linfoma de Hodgkin e a mortalidade por câncer e um efeito protetor em uma área do cérebro envolvida com memória e aprendizado.
Um estudo de controle de caso avaliou os efeitos dos níveis de vitamina D em 351 participantes dos ensaios clínicos do Grupo de Estudo Alemão Hodgkin, que compararam os efeitos da quimioterapia isoladamente à quimioterapia com radiação em pacientes com linfoma de Hodgkin. A 25-hidroxivitamina D sérica foi medida antes dos tratamentos dos pacientes e os pacientes foram acompanhados por uma mediana de 13 anos. Para a investigação atual, cada participante com doença recidivante ou progressiva foi comparado a dois participantes controle não recidivados.
Cinqüenta por cento do grupo foram classificados como tendo níveis deficientes de vitamina D inferiores a 12 nanogramas por mililitro (ng / mL). Entre os pacientes que tiveram recidiva ou resistência ao tratamento, uma porção significativamente maior apresentou níveis deficientes de vitamina D em comparação com os indivíduos não recidivados. Os participantes com deficiência de vitamina D tiveram menor sobrevida livre de progressão e sobrevida global em cinco e dez anos em comparação com aqueles que não eram deficientes. A experimentação em células cultivadas mostrou efeitos antiproliferativos para a vitamina D em combinação com quimioterapia e, em camundongos, a suplementação com vitamina reduziu a taxa de crescimento tumoral quando combinada com quimioterapia em comparação com qualquer tratamento isolado.
Uma meta-análise de dez estudos randomizados publicados em 29 de novembro de 2019 no Bioscience Reports descobriu que o risco de morrer de câncer era 13% menor entre os participantes que receberam suplementos de vitamina D em comparação com aqueles que receberam um placebo. Os ensaios incluíram um total de 81.362 participantes e avaliaram os efeitos da suplementação de vitamina D na incidência e mortalidade do câncer durante períodos que variaram de 48 a 113 meses. Os autores anunciaram que "Esta é até agora a maior meta-análise de ensaios clínicos randomizados que avaliaram a associação do suplemento de vitamina D com a incidência e mortalidade por câncer".
E em um estudo que incluiu 215 homens e mulheres mais velhos, publicado em 13 de novembro de 2019 na Current Alzheimer Research , a medição dos níveis de vitamina D classificados como insuficientes a 20 ng / mL foram associados a um córtex cingulado mais fino, que é uma área do cérebro relacionado às funções cognitivas afetadas pela vitamina D. O córtex cingulado faz parte do sistema límbico, envolvido na emoção, no aprendizado e na memória. A avaliação de três regiões do córtex cingulado por meio de ressonância magnética (RM) encontrou correlações significativas entre os níveis séricos de 25-higrosvitamina D e a espessura de todas as regiões examinadas.
Essas investigações estão entre as mais notáveis das pesquisas em andamento que demonstram os benefícios da suficiência de vitamina D em muitas áreas da saúde. Esperamos ansiosamente a revelação de áreas ainda desconhecidas que podem se beneficiar da melhoria do status da vitamina D.

Conheça alguns suplementos indicados para suporte imunológico

Postado em: 13/12/2019 09:22

Todos os dias, conscientemente, você faz escolhas que ajudam a apoiar seu sistema imunológico, mas, como muitas pessoas, deseja saber o que mais pode fazer. Felizmente, existem muitos suplementos disponíveis que podem ajudá-lo em sua busca por uma melhor saúde imunológica. * Da confiável vitamina C ao ginseng de ervas, veja como cada um desses ingredientes desempenha um papel importante no seu corpo.

Leia Mais

Suplementação de ferro reduz a fadiga em mulheres na pré-menopausa

Postado em: 08/04/2019 00:00

Os resultados de um estudo descrito on-line em 9 de julho de 2012 no CMAJ (Canadian Medical Association Journal) revelam um benefício significativo para suplementos de ferro em mulheres na pré-menopausa deficientes em ferro (mas não anêmicas) que sofreram fadiga. Níveis de ferro reduzidos são comuns entre mulheres em idade fértil; no entanto, consumir muito ferro aumenta os danos dos radicais livres, o que tem sido associado a várias doenças.

Leia Mais

O que é GABA?

Postado em: 12/04/2018 00:00

A maioria das pessoas nunca ouviu falar de GABA, quanto mais saber o que faz no corpo. No entanto, para aqueles que sofrem de ansiedade ou insônia, este importante neurotransmissor pode ser a chave para reduzir os sintomas.

De fato, muitos medicamentos usados ​​para tratar essas condições funcionam impulsionando a atividade desse neurotransmissor no cérebro. Os benzodiazepínicos, por exemplo, são uma classe de medicamentos ansiolíticos que atuam aumentando a atividade dos receptores GABA para acalmar os nervos e aliviar a ansiedade.

Leia Mais

Quais são os benefícios de beber água de coco durante a manhã?

Postado em: 22/09/2017 00:00

A água de coco é uma dessas bebidas que todos deveriam se convencer a beber mais. E embora saibamos que é importante ficar hidratado, não temos o costume de saber sobre os benefícios exatos para a saúde de beber água de coco e por que a água de coco é tão hidratante. Tudo começa com o potássio.

Leia Mais

Se exercitar no calor pode ajudar você a não obter resultados!

Postado em: 26/07/2017 00:00

É a sua desculpa para renunciar ao clima sufocante e fazer exercícios dentro de casa.

Não só exercitar-se em um clima quente é desagradável, pesquisa preliminar da Universidade de Nebraska em Omaha, sugere que pode não ser tão eficaz quanto se exercitar em condições mais fáceis.

Leia Mais

Caminhar pode emagrecer mais do que academia

Postado em: 15/07/2016 00:00

Com a rotina agitada, a melhor forma de perder os quilinhos extra é buscar a prática que gaste menos tempo do seu dia e mais calorias. Nesse sentido, um estudo da Escola de Economia de Londres, no Reino Unido, apontou que caminhar de forma acelerada pelo menos 30 minutos por dia é mais eficaz na perda de peso do que malhar ou praticar outros esportes.

A médica Grace Lordan, responsável pelo estudo, analisou os relatórios da Pesquisa Anual de Saúde da Inglaterra dos últimos quatro anos, com o foco em atividades que aumentem o condicionamento físico da população. Assim, ela identificou um padrão entre as pessoas que praticavam caminhada rápida todos os dias por no mínimo meia hora: elas tinham o Índice de Massa Corporal (IMC) menor e a cintura mais fina, sem gorduras localizadas, especialmente entre as mulheres e pessoas acima de 50 anos em geral.

Leia Mais

BCAA ajuda no ganho de massa muscular

Postado em: 11/07/2016 00:00

O BCAA (Branched-Chain Amino Acids) é formado por três aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo organismo, são eles: L-Valina, L-Leucina e L-Isoleucina. Na alimentação estão presentes em diferentes proporções, mas são encontrados em alimentos proteicos como carnes, ovos, leite e derivados, feijões e leguminosas.

Leia Mais